Onigiri
Onigiri

 

Popularmente conhecido como bolinho de arroz, o onigiri tornou-se uma forma prática de se comer o gohan e normalmente são pratos incluídos nos bentôs, as famosas marmitas japonesas. O termo onigiri deriva da palavra nigiru significa literalmente apertar ou comprimir (algo com as mãos), assim, denotando um alimento que não necessita de utensílios para ser consumido. Este também é conhecido como nigirimeshi que significa arroz ou refeição feita com as mãos.

 

Onigiri no Bentô
Onigiri no bentô

 

Alguns estudiosos atribuem a origem do onigiri à Antiguidade quando este alimento era ofertado como uma forma de bolinho arredondado à divindade ou energia criadora conhecida como Musubi, resultando no termo omusubi. Outro fato para a denominação omusubi, poderia estar vinculada a palavra musubu, que pode ser traduzido como atar ou apertar, este fato pode estar ligado ao fato do bolinho de arroz ser muitas vezes enrolado em uma folha de bambu e fechado com um nó.

 

História do Onigiri

Indícios denotam a presença do primeiro onigiri no Japão antigo, no Período Yayoi (300 a. C.-300 d. C.), na cidade de Rokuseimachi, na província de Ishikawa encontrado em 1987.
Alguns registros remontam a presença do alimento na obra de Murasaki-Shikibi, Genji Monogatari, este se mostrava no tonjiki (alimento destinado aos serviçais durante os banquetes dos nobres) na Era Heian (794-1192). Este era citado com formato oval e era feito em mochigome (conhecido como arroz glutinoso para mochi) e cozido no vapor.
No final da Era Kamakura (1192-1333) passou a se inserir o arroz como ingrediente culinário. Durante os períodos de disputas internas que sucederam, o onigiri foi utilizado como uma maneira de alimentar as tropas em movimento e também os trabalhadores do campo. Algumas escrituras do século XV, relatam que muitos samurais armazenavam bolinhas de arroz em bambus, e as consumia como refeição durante as batalhas, este permitia o fácil transporte a apresentava baixo peso.
Uma das técnicas utilizadas para preparar o onigiri era cozinhá-lo e secá-lo, e o arroz era consumido após ser regado com água quente, ou então recebia uma mistura de outros ingredientes e embrulhado em pedaços de pano, sem moldá-lo na forma de bolinho.
Somente na Era Meiji o nori (alga) passou a acompanhar o onigiri, devido a grande expansão do cultivo das folhas no Japão.

Assim, o onigiri se disseminou pelo arquipélogo, se adequando aos alimentos disponíveis em cada região, adaptando o emprego de técnicas e utensílios e modificando ao paladar de cada período, gerando assim tipos e padrões diferentes deste prato.

 

Tipos de Onigiri

Os tipos de onigiri podem ser definidos por formato e recheios.

FORMATOS:
-Sansaku Onigiri ou Sankakugata Onigiri: bolinho com formato triangular;
-Tawara-gata Onigiri: bolinho com formato cilíndrico;
-Marugata Onigiri: bolinho com formato redondo;

 

Formatos de onigiri
Formatos de onigiri

 

RECHEIOS:
Os onigiris recheados normalmente acompanham com os seguintes recheios:
-Umeboshi: ameixa em conserva;
-Sake: salmão grelhado;
-Okaka: flocos de bonito com shoyu;
-Kenbu: um tipo de alga
-Tarako: ovas de bacalhau
-Tsunamayo: atum com maionese
-Yakionigiri: onigiri grelhado pincelado com shoyu e missô
-Umeshiso: umeboshi com folhas de shiso (erva tipicamente oriental);

 

Presentemente, o onigiri é um dos elementos mais comuns nas marmitas japonesas, e encontrado com muita facilidade em conveniências, supermercados, feiras livres, restaurantes e existem até mesmo lojas especializadas em onigiris conhecidas como Onigiri-ya.

 

Onigiri-ya
Onigiri-ya

 
REFERÊNCIAS:
http://rosanakamiya.blogspot.com.br/2010/10/onigiri.html
http://japao.livejournal.com/4736.html/